Luz branca ou amarela?



Luz branca ou luz amarela? Saiba quando usá-las. A temperatura de cor deve ser considerada na escolha das lâmpadas para que o usuário tire o máximo proveito da iluminação dos ambientes. Quando se fala em luz quente ou fria, não estamos nos referindo ao calor físico da lâmpada, e sim ao tom de cor que ela dá ao ambiente. Nas lâmpadas essa temperatura de cor é medida em graus Kelvin (K) e quanto maior for o número, mais fria é a cor da lâmpada. Ex.: uma lâmpada de temperatura de cor de 2700K tem tonalidade quente, uma de 7000K tem tonalidade muito fria. O ideal em uma residência é variar entre 2700K e 5000K. Hoje estão disponíveis no mercado lâmpadas fluorescentes com uma nova tecnologia, que permitem apresentar várias temperaturas de cor. Antes elas só existiam em tom frios e, como estas lâmpadas emitem menos calor, são erroneamente chamadas de lâmpadas frias. Atualmente já são usadas na casa inteira e com grande efeito decorativo. As fluorescentes compactas estão disponíveis em temperatura de cor fria e também em cor quente, semelhante às lâmpadas incandescentes. - As lâmpadas que emitem fachos de luz amarelados, ou mais quentes, geralmente tornam os ambientes mais aconchegantes e confortáveis, estimulando a pessoa a relaxar. Lâmpadas de 2.700 a 3.000 kelvin Sensação: de aconchego; Uso: ideal para quartos, salas de estar ou jantar, bares, restaurantes intimistas - é adequada para quaisquer lugares onde se deseja obter a sensação de conforto e tranquilidade; Uso inadequado: como essa cor amarelada proporciona relaxamento e até mesmo sono, não deve ser utilizada em locais que exijam um bom ritmo de trabalho ou manuseio de materiais que exijam mais atenção, pois irão reduzir o rendimento. - As lâmpadas que emitem luz branca, ou branca-azulada, habitualmente chamadas de frias, causam exatamente o efeito oposto. Podendo superar os 6.000K, elas são mais estimulantes.

Lâmpadas entre 4.000 a 6.000 kelvin ou superior Sensação: de estímulo; Uso: ideal para ambientes que apresentam um ritmo acelerado de trabalho/produção ou demandem atenção do usuário, como: áreas de serviço, escritórios, consultórios médicos, odontológicos, indústrias, oficinas, ateliês, academias de ginástica e em cozinhas residenciais e industriais; Uso inadequado: locais que necessitam de um ambiente de relaxamento. O usuário deve ter em mente que a cor da luz tem influência direta no seu estado emocional e pode ser uma grande aliada para o seu bem-estar. A iluminação amarelada no quarto, por exemplo, irá ajudá-lo a relaxar depois de um dia de trabalho. Da mesma forma que a luz fria, branca, facilitará a visualização de alimentos e utensílios na cozinha, onde se requer mais atenção.

Marcadores
Matérias recentes