Pisos cerâmicos


Hoje é dia de conhecermos mais sobre os pisos cerâmicos! Porcelanato O porcelanato é o queridinho dos arquitetos e dos clientes. São vários os motivos: alta resistência à abrasão, durabilidade, grande variedade de tons e texturas. As marcas que fabricam este tipo de piso cerâmico inspiram-se em outros elementos como pedra, madeira, cimento, metal, couro e tecido para formar uma gama de opções. As placas vêm em diversos tamanhos. A porosidade quase nula do porcelanato o torna bastante impermeável. Sua instalação é relativamente rápida, mas como a maioria dos pisos, requer a regularização do contrapiso antes da aplicação. Os três tipos de porcelanato mais comuns no mercado são: - Técnico, polido ou natural: É a versão mais comum do porcelanato. Possui um brilho superior ao das pedras naturais, com reflexos. Deve haver cuidado na escolha de onde colocá-lo, pois é escorregadio. - Acetinado ou mate: É fosco e gera menos desconforto visual de frieza. - Rústico: É antiderrapante, mais usado em áreas externas. A limpeza é um pouco mais difícil, por isso não é muito indicado para cozinha, pois retém gordura com mais facilidade. Onde usar: Este tipo de piso pode ser aplicado em ambientes internos ou externos. Seu uso é muito amplo, tanto na cozinha quanto no banheiro, assim como em salas e quartos. Cores escuras e texturas com aparência amadeirada transmitem conforto. As cores claras dão impressão de amplitude. Cuidados: - Para a limpeza, evite produtos químicos e abrasivos, pois costumam prejudicar o esmalte. Água e sabão ou detergente neutro diluído em água são suficientes. Alguns fabricantes oferecem produtos específicos para a remoção de manchas mais difíceis como tinta, café e ferrugem. Estes costumam ressaltar o brilho e proteger a superfície do porcelanato; - Verifique se marca escolhida segue NBR 15463 da ABNT, específica para os porcelanatos; - Proteja os pés dos móveis e eletrodomésticos; - No caso de reformas, o revestimento existente deve ser removido e o estado do contrapiso avaliado. Ele deve estar limpo,nivelado, impermeabilizado, sem fungos, poeira ou fissuras; - Há também no mercado peças extra finas que dispensam a retirada do piso existente, agilizando e facilitando a reforma. Estes costumam ter em torno de 5 mm de espessura. Piso cerâmico convencional Os pisos cerâmicos convencionais recebem a mesma orientação do porcelanato. As peças retificadas passam por um processo mais rígido de qualidade, possuem medidas alinhadas e são mais padronizadas. A vantagem de usar cerâmica retificada é que necessita de menos rejunte. Quando as peças não são retificadas a aplicação exige um espaço maior entre uma peça e outra, de 2 a 3 mm, para disfarçar a diferença entre elas. A vantagem da junta mínima é a redução da área de rejunte e com isso o menor acúmulo de sujeira. Qual é a diferença entre o porcelanato e piso cerâmico convencional? Os dois são produtos cerâmicos, porém o porcelanato é um material fabricado com matérias-primas mais nobres, garantindo que a absorção de água seja quase nula. Além disso, o porcelanato é um produto com maior resistência mecânica e à abrasão, em razão de algumas características técnicas. O porcelanato é feito com uma mistura de porcelana e diversos minerais, passando por uma queima a mais de 1200 Cº. O resultado é mais homogêneo, denso, vitrificado e mais resistente do que as cerâmicas convencionais. Se você perdeu o início desta matéria, acesse aqui: http://goo.gl/OdO0A3

Marcadores
Matérias recentes