Aço inox


Você Sabia? Os aços inoxidáveis constituem uma família de ligas à base de ferro. Sua propriedade mais significativa é a alta resistência à corrosão. É o acréscimo de cromo (cerca de 12%) que torna o aço inoxidável. Esses aços formam uma camada- ou filme- de passivação protetora em sua superfície. Essa camada tem a propriedade de se restaurar em caso de impactos ou arranhões. É quase possível chamar esse material de “autorregenerador”. Níquel, vanádio e molibdênio também aparecem na composição dos aços inoxidáveis. Por exemplo: o acréscimo de 2% a 4% de molibdênio aumenta consideravelmente a resistência do aço inoxidável em ambientes marinhos. Assim, não existe “um” aço inoxidável, e sim uma gama de nuances, de acordo com a necessidade e as circunstâncias. Os aços inoxidáveis podem ser revestidos e soldados relativamente bem, mas essas operações requerem precauções especiais em comparação aos aços normais. Aliás, os aços inoxidáveis são especialmente sensíveis à deformação depois de aquecidos por solda. A maioria dos aços inoxidáveis é diamagnética. Sua diversidade de utilidades possibilita que sejam encontrados em todos os lugares. Construção civil, construção naval, medicina, ferramentas, utensílios de cozinha e processamento de alimentos são alguns exemplos de suas aplicações. Pontos Fortes: resistência à corrosão, compatibilidade com alimentos, bom desempenho mecânico. Pontos Fracos: preço alto, peso elevado. Referência: Livro “Materiologia: o guia criativo de materiais e tecnologia”. Ed. Senac SP

Marcadores
Matérias recentes